alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE tv

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Bolsonaro diz que não dissemina fake news, mas não tem controle sobre ação dos apoiadores

    Bolsonaro diz que não dissemina fake news, mas não tem controle sobre ação dos apoiadores

    (Reuters) - O candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista exibida na TV noite desta quinta-feira, que não dissemina fake news, mas admitiu que não tem controle sobre eventuais apoiadores que repassam informações falsas.

    'Não tenho controle sobre milhões de pessoas que me seguem, um ou outro acaba extrapolando. Agora, quando o seguidor meu extrapola a culpa cai em cima de mim como se eu fosse o capitão e tivesse uma tropa ao meu comando para fazer aquilo que eu falo. Nós não pregamos fake news', disse o candidato em entrevista gravada à TV Record.

    O presidenciável afirmou que alimenta suas redes sociais com 'verdades' e que conta com um exército de seguidores para divulgá-las.

    Na quarta entrevista dele divulgada no dia, ele voltou a atacar o provável adversário dele na disputa do segundo turno, o petista Fernando Haddad, por disseminar informações falsas.

    'O candidato do PT, agora no Nordeste, andou espalhando que nós vamos acabar com o Bolsa Família. Eles fazem isso em todas as eleições, nós combatemos isso. Lógico é duro combater porque eles vão, com seus militantes, praticamente em todos os locais pregando isso aí, mas em grande parte temos sucesso com esse fake news de que queremos acabar com o Bolsa Família', disse.

    Bolsonaro afirmou ainda que a candidatura petista é conduzida de dentro da cadeia pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que indicou o 'fantoche' que é Haddad. Ele disse que Haddad foi incompetente na gestão da prefeitura paulistana que não conseguiu sequer chegar ao segundo turno. O petista foi derrotado pelo tucano João Doria no primeiro turno em 2016.

    O presidenciável afirmou que aqueles que o acusam de racista, homofóbico e outros tipos de críticas só o fazem porque não pode chamá-lo de 'corrupto'.

    A entrevista de Bolsonaro foi ao ar no mesmo instante em que começava o debate com os principais adversários dele na TV Globo, emissora líder de audiência do país. O candidato do PSL decidiu não ir ao debate da Globo por recomendação médica --ele se recupera em casa, no Rio de Janeiro, de um ataque à faca após ficar 3 semanas hospitalizado.

    O candidato do PSL levantou novamente a suspeita em relação à investigação feita pela Polícia Federal sobre o atentado a que foi vítima. Ele afirmou que a condução do inquérito foi feita por um delegado que, disse, por dois anos foi homem de confiança do governador de Minas Gerais, o petista Fernando Pimentel. Bolsonaro disse que poderia ser outro delegado a conduzir o caso, 'para buscar isenção'.

    'Não queremos fabricar o responsável nem esse ou aquele grupo ideológico, queremos buscar a verdade', disse, ao destacar que não acredita que o autor do atentado agiu de forma isolada.

    'Acredito ainda que a Polícia Federal possa dar uma resposta a isso', completou o candidato, para quem é preciso que isso seja feito 'brevemente'.

    (Por Ricardo Brito, em Brasília)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia 'Mrs. Maisel' e 'Game of Thrones' ganham maiores prêmios do Emmy em noite de surpresas

    'Mrs. Maisel' e 'Game of Thrones' ganham maiores prêmios do Emmy em noite de surpresas

    Por Lisa Richwine

    LOS ANGELES (Reuters) - 'Game of Thrones' e 'The Marvelous Mrs. Maisel' levaram para casa os principais prêmios do Emmy na noite de segunda-feira, em uma noite de surpresas e de triunfo para plataformas de streaming.

    A série distópica 'The Handmaid's Tale' e a comédia surreal sobre hip-hop da FX 'Atlanta' foram os maiores perdedores da noite, sem ganhar nenhum dos prêmios mais importantes e frustrando seus protagonistas Elisabeth Moss e Donald Glover.

    A fantasia medieval da HBO 'Game of Thrones' ganhou um total de nove Emmys, incluindo prêmios técnicos por seus efeitos especiais, e foi eleita a melhor série de drama pela terceira vez, derrotando a vencedora do ano passado, 'The Handmaid's Tale.'

    A Netflix, que chegou à cerimônia na liderança com 112 indicações, acabou empatando com a HBO em número de vitórias, com 23 estatuetas cada.

    'The Marvelous Mrs. Maisel', da Amazon, sobre uma dona de casa dos anos 1950 que se torna comediante, levou para casa o Emmy de melhor série de comédia. 'Mrs. Maisel' também ganhou sete outros prêmios, incluindo o de melhor atriz de comédia para Rachel Brosnahan.

    Claire Foy derrotou Elisabeth Moss na disputa pela estatueta de melhor atriz de drama por sua discreta, mas marcante, interpretação da rainha Elizabeth na série 'The Crown', da Netflix.

    'Isso não deveria ter acontecido', disse Claire, surpresa.

    Já Matthew Rhys levou para casa seu primeiro Emmy de melhor ator de drama por viver um espião russo na última temporada da série sobre Guerra Fria 'The Americans', da FX.

    'Saturday Night Live' venceu, como esperado, a categoria de melhor programa de esquetes e variedades, levando seu total de prêmios Emmy ao recorde de 72 estatuetas desde 1975.

    Apesar da cerimônia deste ano ter sido marcada por uma das mais etnicamente diversas lista de indicados, Regina King ('Seven Seconds'), Thandie Newton ('Westworld') e RuPaul ('RuPaul's Drag Race') foram os únicos negros a subiram ao palco para receber estatuetas.

    'Eu nem acredito em Deus, mas vou agradecê-la hoje', disse Thandie Newton.

    Outros grandes vencedores da noite incluíram 'The Assassination of Gianni Versace', que ganhou o prêmio de melhor minissérie, e o ator Darren Criss, por sua interpretação do assassino em série gay que matou o estilista italiano em Miami em 1997. O criador do programa, Ryan Murphy, dedicou o Emmy à comunidade LGBT.

    Entretanto, os aplausos mais calorosos da noite aconteceram quando Glenn Weiss usou seu discurso de agradecimento por dirigir a cerimônia do Oscar de 2018 para pedir sua namorada, que estava na plateia, em casamento -- ela disse sim.

    (Reportagem de Lisa Richwine)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia TSE marca sessão extra na 6ª-feira que pode analisar participação de Lula na TV

    TSE marca sessão extra na 6ª-feira que pode analisar participação de Lula na TV

    Por Ricardo Brito

    BRASÍLIA (Reuters) - O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) vai realizar uma sessão extraordinária na sexta-feira que pode incluir na pauta a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na propaganda no rádio e na TV, informou uma fonte com conhecimento do assunto à Reuters.

    O edital de convocação da sessão foi assinado pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber, mas a pauta não foi anunciada oficialmente ainda.

    Segundo a fonte, a corte pode também se debruçar sobre as impugnações ao registro de candidatura de Lula.

    Líder nas pesquisas de intenção de voto, o ex-presidente está preso desde abril cumprindo pena na Polícia Federal em Curitiba após ter sido condenado em segundo grau no processo do tríplex do Guarujá (SP). Por essa condenação, ele deve ter a candidatura barrada na Lei da Ficha Limpa.

    A propaganda no rádio e na TV para os presidenciáveis começa no sábado e a coligação do petista pediu ao TSE que garanta o direito do ex-presidente de gravar áudios e vídeos para o horário eleitoral.

    O partido Novo, do presidenciável João Amoêdo, apresentou nesta quarta-feira uma petição ao TSE para que decida logo a respeito da possibilidade de Lula participar da propaganda eleitoral e usar recursos públicos, do Fundo Partidário e do Fundo Eleitoral, para bancar a sua campanha.

    A reportagem procurou o advogado da coligação de Lula para comentar a possível realização da sessão na sexta, mas não obteve retorno de imediato.

    (Reportagem de Ricardo Brito)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Heróis fictícios e reais são homenageados em premiação MTV Movie & TV Awards

    Heróis fictícios e reais são homenageados em premiação MTV Movie & TV Awards

    Por Jill Serjeant

    LOS ANGELES (Reuters) - O filme de super-herói Pantera Negra dominou a premiação MTV Movie & TV Awards na noite de segunda-feira, levando quatro troféus em uma cerimônia que homenageou gays, mulheres e pessoas que enfrentam o bullying.

    Pantera Negra , filme de elenco predominantemente negro que arrecadou mais de 1,3 bilhão de dólares na bilheteria global, ganhou os prêmios de melhor filme, melhor vilão para Michael B. Jordan e melhor atuação e melhor herói para o protagonista Chadwick Boseman.

    Boseman, que interpreta o líder da nação africana fictícia de Wakanda, deu seu troféu a um homem sem nenhuma conexão com Hollywood.

    Um prêmio de melhor herói é incrível, mas é ainda melhor para reconhecer os heróis que temos na vida real , disse Boseman.

    Ele chamou ao palco James Shaw Jr., um eletricista de 29 anos que desarmou um agressor que matou quatro pessoas em uma lanchonete em Nashville, em abril, salvando a vida de mais clientes.

    Isso vai viver na sua casa , disse Boseman, entregando o troféu a Shaw.

    O ator de Pantera Negra Winston Duke agradeceu aos fãs por apoiar o filme, que acabou com as dúvidas de Hollywood sobre o apelo mais amplo de filmes protagonizados por negros, se tornando o terceiro título com maior bilheteria de todos os tempos na América do Norte.

    Obrigado a todos vocês por investirem não apenas em uma linda história mas por investirem em uma conversa contínua sobre o que essa indústria e o que essa cultura pode alcançar , disse Duke.

    Stranger Things foi eleita melhor série, e Millie Bobby Brown, de 14 anos, ganhou o prêmio de melhor atuação na TV por seu papel como Eleven. A adolescente britânica, que deletou sua conta no Twitter na última semana após série de comentários de ódio, usou seu discurso de agradecimento para se pronunciar contra o bullying.

    Se você não tem nada de bom para dizer, não diga nada. Não deveria haver nenhum espaço neste mundo para o bullying e eu não vou tolerá-lo, e vocês também não deveriam , disse.

    A cerimônia da MTV premia sucessos de bilheteria e populares séries de TV e se estabeleceu como um antídoto da temporada de premiações de Hollywood que segue modelos mais sérios. Os vencedores das categorias são escolhidos por votação online.

    A atriz de Mulher-Maravilha Gal Gadot venceu o prêmio de melhor luta, Keeping Up with the Kardashians foi eleito o melhor reality show e a popular categoria de melhor beijo foi vencida pelos atores Nick Robinson e Keiynan Lonsdale por sua cena em uma roda gigante no filme de romance gay Com Amor, Simon .

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. tv

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.