alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASILANTENA 1

    Trump desiste de reabrir o comércio em abril em meio a alertas sobre coronavírus

    Placeholder - loading - news single img
    Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva na Casa Branca 29/03/2020 REUTERS/Al Drago

    Publicada em  

    Por Doina Chiacu e Dan Whitcomb

    WASHINGTON/LOS ANGELES (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prorrogou no domingo as diretrizes de permanência em casa até o final de abril, abandonando um plano duramente criticado para reativar a economia até meados de abril depois que um conselheiro médico graduado disse que mais de 100 mil norte-americanos poderiam morrer durante o surto de coronavírus.

    O recuo de Trump, que ele disse que será explicado com mais detalhes na terça-feira, veio no momento em que o total de mortes causadas pela doença respiratória no país superou 2.460 e os casos passaram de 141 mil, a maior cifra de qualquer nação do mundo.

    'O pico, o ponto mais alto da taxa de mortalidade, provavelmente acontecerá em duas semanas', disse Trump durante um briefing sobre o coronavírus no Jardim Rosado da Casa Branca, flanqueado por conselheiros de primeiro escalão e líderes empresariais. 'Nada seria pior do que cantar vitória antes de a vitória ser conquistada.'

    Ele disse à população: 'Quanto melhor vocês se saírem, mas rápido este pesadelo todo terminará.'

    Mais cedo no domingo, o médico Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas, disse à CNN que a pandemia poderia chegar a matar entre 100 mil e 200 mil pessoas nos EUA se a mitigação não tiver sucesso.

    Desde 2010, a gripe matou entre 12 mil e 61 mil norte-americanos por ano, de acordo com os Centros para Controle e Prevenção de Doenças (CDC). A pandemia de gripe de 1918-1919 matou 675 mil pessoas no país, segundo os CDC.

    Fauci suavizou suas previsões durante o briefing no Jardim Rosado, dizendo que elas se baseiam em modelos que foram criados para mostrar o pior cenário possível se os norte-americanos não seguissem as diretivas de permanência em casa.

    'Sentimos que a mitigação que estamos fazendo neste momento está surtindo efeito', disse Fauci. 'A decisão de prorrogar o processo de mitigação até o final de abril é uma decisão sábia e prudente.'

    A insinuação inesperada de Trump de que poderia ordenar a reativação da economia até a Páscoa foi recebida com críticas intensas e imediatas da parte de governadores que ainda lidam com números crescentes de pacientes e sistemas de saúde sobrecarregados.

    Os governadores de ao menos 21 Estados que representam mais da metade dos 330 milhões de habitantes dos EUA fecharam 'negócios não essenciais' e instruíram os moradores a ficarem em casa.

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. trump desiste de reabrir o …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.