Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

    Moraes arquiva recurso de Bolsonaro e depoimento do presidente à PF gera impasse

    Placeholder - loading - Ministro Alexandre de Moraes durante audiência no Senado 21/02/2017 REUTERS/Adriano Machado
    Ministro Alexandre de Moraes durante audiência no Senado 21/02/2017 REUTERS/Adriano Machado

    Publicada em  

    Atualizada em  

    Por Ricardo Brito

    BRASÍLIA (Reuters) - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu arquivar sem analisar o mérito o recurso da Advocacia-Geral da União (AGU) para que o presidente Jair Bolsonaro não prestasse depoimento às 14h desta sexta na Superintendência da Polícia Federal em Brasília, como havia sido determinado pelo magistrado na véspera.

    Moraes entendeu que o recurso apresentado pela AGU --tecnicamente chamado de agravo regimental-- foi apresentado fora do prazo previsto. Segundo ele, esse recurso teria de ter sido apresentado em dezembro e não nesta sexta, às vésperas do horário agendado para Bolsonaro depor.

    'A Advocacia-Geral da União – AGU protocolou a petição nº 3671/2022, nesta data, às 13h:49 – 11 minutos antes do horário agendado para o interrogatório – e recebida no Gabinete às 14h:08, sabendo tratar-se de RECURSO MANIFESTAMENTE INTEMPESTIVO POR PRECLUSÃO TEMPORAL E LÓGICA', disse trecho da decisão.

    O ministro do STF citou ainda que já tinha havido uma prorrogação do prazo para que o presidente depusesse e ele 'expressamente' concordado com seu depoimento pessoal.

    'No ponto, convém rememorar – diferentemente do que, estranhamente alegado pela AGU no presente agravo – que, ao formular o pedido de dilação do prazo para a sua oitiva, o Presidente concordou expressamente com seu depoimento pessoal e restou acentuado que: 'o Senhor Presidente da República, em homenagem aos princípios da cooperação e boa-fé processuais, atenderá ao contido no Ofício nº 536307/2021-SR/PF/DF'', transcreveu Moraes, no despacho de quatro páginas.

    Na prática, ao arquivar o pedido da AGU, o recurso não segue para apreciação do plenário, segundo uma fonte do Supremo. Esse era um dos objetivos da defesa de Bolsonaro, segundo uma fonte do governo.

    Dessa forma, Bolsonaro deveria comparecer à PF para prestar depoimento nesta sexta-feira e isso poderá levá-lo eventualmente a ser responsabilizado criminalmente por não ter comparecido.

    O inquérito em que o presidente teria de depor apura o vazamento de uma investigação sigilosa da Polícia Federal a respeito de um ataque hacker sofrido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

    Essa investigação foi aberta por Moraes após Bolsonaro publicar em suas redes sociais informações do inquérito sigiloso sobre o ataque hacker contra o TSE em 2018, meses antes das eleições daquele ano. O ataque não teve nenhuma consequência sobre as eleições daquele ano.

    No início de agosto, o presidente usou o conteúdo desse inquérito para contestar --sem qualquer tipo de prova-- o sistema de votação em urnas eletrônicas no país. Segundo ele, o sistema seria passível de fraudes --fato esse que nunca foi comprovado.

    A PF apontou que o presidente cometeu o crime de violação de sigilo funcional ao revelar o conteúdo da investigação, destacando que houve 'atuação direta, voluntária e consciente' do chefe do Executivo nesse delito.

    A informação consta em manifestação enviada ao Supremo Tribunal Federal (STF) em 24 de novembro feita pela delegada da PF Denisse Ribeiro para embasar o pedido de depoimento presencial de Bolsonaro sobre o caso.

    Em novembro passado, após travar uma batalha jurídica de mais de um ano e recuar na última hora, Bolsonaro depôs no inquérito que apura a suspeita de interferência dele no comando da Polícia Federal. Ele negou as acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro.

    Se depor no caso inquérito do ataque hacker ao TSE, seria a segunda vez que o presidente prestaria depoimento em uma investigação conduzida pelo STF.

    RECURSO

    A decisão de Moraes foi tornada pública antes mesmo da divulgação do agravo regimental que tinha sido apresentado pelo advogado-geral da União, Bruno Bianco, ao Supremo.

    O documento foi apresentado pela defesa do presidente de forma física.

    Bianco chegou a comparecer pessoalmente na Superintendência da PF em Brasília para informar que o presidente não iria depor na investigação.

    Posteriormente, o recurso da AGU foi tornado público. Nele, o órgão pedia que fosse declinado o pedido para que presidente depusesse no inquérito.

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    Placeholder - loading - Imagem da notícia DUA LIPA ANUNCIA APRESENTAÇÃO ÚNICA NO BRASIL

    DUA LIPA ANUNCIA APRESENTAÇÃO ÚNICA NO BRASIL

    Hoje, 16 de maio, a superestrela pop global Dua Lipa anunciou que fará uma apresentação única no Brasil. A Future Nostalgia Tour 2022, visitará São Paulo no dia 8 de setembro deste ano no Distrito Anhembi, como divulgação do álbum homônimo e vencedor do Grammy.

    A turnê pela América Latina também terá apresentações em Buenos Aires, Santiago, Bogotá, Cidade do México e Monterrey, lista completa das datas da turnê abaixo.

    A pré-venda será entre os dias 17 e 18 de maio, a partir das 10h. Já para o público geral, a venda começa no dia 19 de maio, nos mesmos canais e horários. Os ingressos estarão disponíveis online e na bilheteria oficial física no Pacaembu.

    “Estou tão emocionada de fazer uma turnê novamente e ver meus anjos pessoalmente! Que incrível podermos todos dançar e comemorar juntos mais uma vez”, diz Dua. “Quando eu estava escrevendo ‘Future Nostalgia', imaginei as músicas sendo tocadas em clubes nas noites com seus amigos. Estou tão animada que esse sonho está finalmente se tornando realidade. Mal posso esperar para vivenciar essas músicas ao vivo com vocês!”, afirma a cantora.

    Essa será a primeira vez que Dua conecta sua visão ao vivo para este álbum, com a Billboard a chamando de “exatamente o tipo de show de retorno ao mundo real que os fãs de pop anseiam”. Anteriormente, a superestrela foi capaz de se apresentar para o público durante Studio 2051 - sua live que bateu recordes de transmissão ao vivo, com mais de 5 milhões de espectadores.

    Dua está atualmente fazendo turnê pela Europa, sendo esta sua primeira turnê mundial desde seu segundo álbum, intitulado "Future Nostalgia" ganhou disco de platina.



    Saiba mais sobre Future Nostalgia

    "Future Nostalgia" é o álbum mais antigo no top 10 de uma artista feminina na Billboard 200 deste ano e foi o álbum mais transmitido de 2020 nas plataformas online. O disco chegou nas listas de "Best Of" do final de 2021 da Rolling Stone, Billboard e Pitchfork. Além disso, a produção também gerou vários singles de sucesso, incluindo as faixas "Break My Heart" e "Levitating", que ainda estão no topo das paradas.

    Future Nostalgia agora tem mais de 7 bilhões de streams em todas as plataformas do mundo todo. Depois de receber 6 indicações ao Grammy 2021, incluindo Gravação, Canção e Álbum do Ano, ela agora é três vezes vencedora do Grammy, tendo recebido prêmios de Melhor Álbum Vocal Pop este ano e de Melhor Artista Novo e Melhor Gravação de Dança em 2019.

    Além de quebrar recordes de rádio, Dua também é uma força dominante nas plataformas de streaming, liderando a parada de artistas como a artista feminina mais transmitida no aplicativo e atualmente é a quarta maior artista geral, com mais de 65 milhões de ouvintes mensais.

    Veja a lista completa de datas da turnê na América Latina:

    8 H
    1. Home
    2. noticias
    3. alexandre de moraes arquiva …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.