alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Boris Johnson deve tomar medidas para entregar Brexit

    O primeiro-ministro deve aprovar o acordo no Parlamento e seguir algumas regras

    Placeholder - loading - news single img
    Boris Johnson deve negociar de um acordo comercial com a UE

    Publicada em  

    A proposta do Brexit foi aprovada nesta sexta-feira (20), por 358 votos a 234, pelo parlamento britânico. A proposição do ministro Boris Johnson determina a saída do Reino Unido da União Europeia.

    Na votação inicial, os parlamentares decidem se a lei é aceita em termos gerais. O texto da medida passa por comitês, recebe emendas, e segue para uma nova votação, na Câmara dos Lordes.

    Caso a proposta seja aprovada, o primeiro-ministro Boris Johnson precisa resolver alguns entraves, antes de entregar o Brexit.

    Na semana passada, o Partido Conservador venceu as eleições realizadas no Reino Unido e Johnson retornou ao cargo de primeiro-ministro.

    Cerca de 46 milhões de eleitores do Reino Unido foram às urnas para escolher o novo parlamento britânico. O pleito deveria acontecer em 2022, mas foi antecipado.

    O impasse da saída do Reino Unido da União Europeia foi o principal motivo da nova eleição.

    Antes do pleito, o primeiro-ministro não cumpriu os planos, pois não contava com o apoio suficiente de deputados para aprovar as novas leis.

    Como o Partido Conservador, agora, é a maioria, o brexit deve acontecer. Para isso, Johnson terá que seguir algumas regras.

    Inicialmente, o primeiro-ministro deve aprovar o acordo no Parlamento. A retirada do Reino Unido da UE possui alguns itens, como por exemplo, termos que definem áreas em que a Corte Europeia poderá atuar no Reino Unido.

    O pacto também regula a alfândega entre a Grã-Bretanha e a Irlanda do Norte, além de estipular indenizações à União Europeia pela saída.

    Outra medida que Johnson deve tomar é a negociação de um acordo comercial com o bloco. O Reino Unido precisa negociar temas como defesa, Justiça, regulação, ambiente e direitos humanos. Os acordos devem ser concluídos até 2025.

    A recuperação da infraestrutura é outra questão que precisa ser resolvida. Os parlamentares da região centro-norte britânicas visitaram o premiê e solicitaram prioridade nas áreas de transporte e habitação.

    Um dos principais impasses do Reino Unido é a queda de qualidade do sistema público de saúde, o NHS, por causa da falta de enfermeiros. Johnson terá que suprir as 50 mil vagas em aberto: 40 mil na Inglaterra e 10 em postos médicos.  

    Empresas de países pertencentes a UE, como a Dinamarca, França e Espanha tem acesso a águas britânicas para a realização de pesca. As nações insistem que haja livre comércio dos produtos entre os dois lados do canal da Mancha.

    Com todo esse movimento no Reino Unido, o setor financeiro está em declínio. Parlamentares britânicos temem que sedes financeiras de Londres em outros países como Alemanha, se desintegre. Para isso, o governo precisa proteger as corporações financeiras que fazem parte da nação.

    1. Home
    2. noticias
    3. boris johnson deve tomar …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.