alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    Rússia derrota Espanha nos pênaltis e vai às quartas de final da Copa do Mundo

    Por Thomson Reuters

    Placeholder - loading - news single img

    Por Karolos Grohmann

    MOSCOU (Reuters) - A anfitriã Rússia derrotou a Espanha por 4 x 3 nos pênaltis graças a duas defesas do goleiro Igor Akinfeev neste domingo, avançando às quartas de final da Copa do Mundo.

    O goleiro de 32 anos defendeu cobranças de Koke e Iago Aspas após ambos times marcarem dois gols cada, no que foi a primeira disputa de pênaltis da Rússia em uma Copa do Mundo e levou o time às quartas após um empate em 1 x 1 durante os 120 minutos.

    Mas as tensões estavam altas na disputa de pênaltis para os 78 mil espectadores no estádio Luzhniki, com todos os quatro cobradores russos mantendo as cabeças frias e o moscovita Akinfeev, que jogou somente pelo CSKA de Moscou em toda sua carreira, conseguindo afastar a tentativa de Koke.

    Ele então defendeu com o pé a cobrança de Aspas, levando a torcida à loucura.

        “No segundo tempo, nós estávamos tentando defender. Nós esperávamos por pênaltis e foi isto que aconteceu, graças a Deus”, disse Akinfeev. “Nós estamos fazendo uma Copa do Mundo fantástica”.

    Foi uma eliminação dolorosa para Espanha e seu técnico, Fernando Hierro, que assumiu o comando no último minuto para substituir Julen Lopetegui, demitido na véspera do torneio após aceitar a oferta do Real Madrid para ser técnico do clube.

    “Nós fizemos tudo possível”, disse o capitão da Espanha, Sergio Ramos, que marcou seu pênalti. “É difícil, muito doloroso”.

    A Espanha, que nunca derrotou um anfitrião em Copas do Mundo ou Euros, conseguiu abrir o placar aos 12 minutos, quando Sergei Ignashevich, de 38 anos, se enrolou com Ramos perto da trave, fazendo com que a bola batesse em seu calcanhar para marcar o 10º gol contra no torneio.

    A campeã do mundo de 2010 controlou o jogo com passes precisos, mas não conseguiu aumentar, uma vez que os russos defendiam com disciplina.

    A Rússia parecia, no entanto, estar sem força no ataque, com uma tentativa de Aleksanr Golovin sendo a única boa oportunidade, até um toque de mão de Gerard Piqué dar à seleção russa uma oportunidade de igualar de pênalti.

    O atacante Artem Dzyuba marcou o pênalti aos 41 minutos do primeiro tempo, em seu terceiro gol na competição, mandando o goleiro espanhol David de Gea para o lado errado e despertando a multidão.

    Faltou velocidade e ritmo no jogo mesmo após o intervalo, com os russos jogando sem um atacante tradicional após a substituição de Dzyuba.

    Apesar dos 75 por cento de posse de bola e mais de mil passes, o famoso tiki-taka espanhol raramente levou o time até a área e a equipe teve que esperar até os 40 do segundo tempo para testar Akinfeev, com um chute rasteiro de Andrés Iniesta, que começou a partida no banco.

    Já sem fôlego e com diversos jogadores com câimbras, a Rússia foi reduzida a defesas desesperadas na prorrogação, conforme a Espanha comandava a partida.

    Akinfeev fez outra defesa para afastar uma tentativa de Rodrigo após boa arrancada no segundo tempo da prorrogação, antes de seu tornar um herói nacional ao salvar duas cobranças de pênaltis e levar a seleção anfitriã às quartas de final.

    1. Home
    2. /
    3. noticias
    4. /
    5. russia derrota espanha nos …
    6. /

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.