Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Senadores dos EUA cobram de Blinken posição contra ações antidemocráticas de Bolsonaro

    Placeholder - loading - Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Washington 28/09/2021 Olivier Douliery/Pool via REUTERS
    Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, em Washington 28/09/2021 Olivier Douliery/Pool via REUTERS

    Publicada em  

    Por Lisandra Paraguassu

    BRASÍLIA (Reuters) - Um grupo de senadores democratas do Comitê de Relações Exteriores do Senado dos Estados Unidos cobrou, na terça-feira, do secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, uma posição clara contra ameaças à democracia feitas pelo presidente Jair Bolsonaro e alertaram que qualquer ação antidemocrática pode ter 'sérias consequências'.

    'Dado o status do Brasil como uma das maiores democracias e economias do mundo e um dos principais aliados dos EUA na região, a deterioração da democracia brasileira traz implicações para todo o hemisfério e além. Instamos o senhor a deixar claro que os EUA apoiam as instituições democráticas brasileiras e que qualquer ruptura antidemocrática com a atual ordem constitucional terá sérias consequências', diz a carta.

    O texto foi assinado pelo presidente do comitê, o democrata Bob Menendez e por Dick Durbin, que também é presidente da Comissão de Justiça do Senado, Ben Cardin e Sherrod Brown, também democratas do comitê.

    Os senadores destacam que, por várias vezes, Bolsonaro repetiu que só sairá do cargo 'preso, morto ou reeleito', e avaliam que essa linguagem é 'irresponsável' em qualquer democracia, mas especialmente em uma do calibre do Brasil, que por décadas foi capaz de transferências de poder pacíficas.

    Ao destacar que Bolsonaro tem levantado constantes dúvidas sobre o sistema eleitoral brasileiro, os democratas lembram que o sistema é considerado um dos mais seguros do mundo e não tem nenhuma evidência de fraudes.

    'Como duas das maiores democracias do hemisfério, os Estados Unidos e o Brasil mantêm ampla cooperação em questões de segurança, econômicas e diplomáticas. Além disso, nossa parceria com o Brasil deve ser um baluarte contra atores não democráticos, da China e Rússia a Cuba e Venezuela, que procuram minar a estabilidade democrática em nosso hemisfério', diz a carta.

    'De fato, enquanto o hemisfério enfrenta o impacto da pandemia de Covid-19 e da mudança climática, os Estados Unidos se beneficiam agora mais do que nunca de uma forte parceria com o Brasil. Uma ruptura da ordem constitucional do Brasil colocaria em risco os próprios alicerces dessa relação bilateral', completam os senadores.

    Em visitas de enviados do governo norte-americano ao Brasil, como o Conselheiro de Segurança Nacional, Jake Sullivan, o tema das eleições foi levantado em conversas com diversos membros do governo Bolsonaro e com o próprio presidente.

    Logo após a viagem de Sullivan, em um comunicado, o Departamento de Estado informou que foi ressaltada a confiança que o governo norte-americano tem no sistema eleitoral brasileiro.

    Escrito por Reuters

    Últimas Notícias

    1. Home
    2. noticias
    3. senadores dos eua cobram de …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.