alexametrics
Capa do Álbum: Antena 1
ANTENA 1A RÁDIO ONLINE MAIS OUVIDA DO BRASIL

    NOTÍCIAS SOBRE psdb

    Veja essas e outras notícias da Antena 1

    Placeholder - loading - Imagem da notícia Haddad diz que se reuniu com integrantes do PSDB que ofereceram apoio

    Haddad diz que se reuniu com integrantes do PSDB que ofereceram apoio

    SÃO PAULO (Reuters) - O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou nesta quarta-feira que recebeu integrantes do PSDB que lhe entregaram uma carta de apoio, mas não quis revelar por enquanto os nomes.

    Haddad ressaltou que não se trata de representantes do partido como um todo, mas tucanos que estariam preocupados com a escalada de violência nessa eleição.

    'Parte significativa do PSDB está muito preocupada com o que está acontecendo no país. Ficamos de nos encontrar amanhã e vamos prosseguir no sentido de estabelecer uma proposta de civilidade', contou Haddad.

    'Foi uma carta de apreço e apoio de alguns integrantes, mas não posso anunciar aqui porque temos que conversar amanhã para fazer uma coisa formal e pública nos próximos dias.'

    Haddad foi perguntado sobre o apoio do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e sobre quando iria ligar para o tucano, mas mais uma vez não respondeu. Disse apenas que iria conversar com 'todas as forças que queiram conter a barbárie'.

    FHC disse nesta quarta-feira ao jornal Folha de S.Paulo que ainda não foi procurado, mas que conversa 'com o maior prazer' com todos que o procurarem.

    O ex-presidente disse ainda que 'precisa esperar que os outros queiram alguma coisa' e não poderia anunciar nada antes.

    Há alguns dias, FHC chegou a tuitar que não poderia apoiar Jair Bolsonaro de nenhuma forma e criticou o candidato do PSL, mas também disse que 'não tinha vontade de engordar o caudal petista'.

    Haddad, no entanto, tem um bom relacionamento com FHC e no primeiro semestre deste ano chegou a procurar o ex-presidente para conversar sobre a conjuntura política nessas eleições. Mas, desde o início da campanha política, os dois não conversaram.

    Recém integrado à coordenação da campanha, o senador eleito pela Bahia Jaques Wagner foi encarregado de fazer as pontes com o PSDB e outros partidos na tentativa de obter apoios individuais.

    (Reportagem de Lisandra Paraguassu)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia Quem rompeu pacto democrático foi PSDB, diz Haddad ao responder propaganda tucana

    Quem rompeu pacto democrático foi PSDB, diz Haddad ao responder propaganda tucana

    BRASÍLIA (Reuters) - O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, disse nesta terça-feira que foi o PSDB que rompeu 'o pacto democrático', em 2014, e que espera ver o resultado das eleições deste ano respeitado.

    Haddad foi perguntado sobre a propaganda do tucano Geraldo Alckmin em que o candidato do PSDB afirma que o Brasil se transformará em uma Venezuela se o próximo presidente for Haddad ou o deputado Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as mais recentes pesquisas eleitorais, com o petista em segundo. Alckmin tenta se colocar como uma terceira via que evitaria essa polarização.

    'Nós governamos 12 anos em um período de normalidade democrática. Quem rompeu o pacto democrático no Brasil, isso eles próprios reconhecem hoje, foi o PSDB. Quem tem que se explicar em relação a isso não somos nós, nós sempre respeitamos o resultado eleitoral', disse Haddad ao chegar para uma caminhada em Campinas. 'Foi um desrespeito ao povo o que aconteceu, esperamos que não volte a acontecer.'

    Na eleição de 2014, o PSDB questionou a vitória da petista Dilma Rousseff sobre o tucano Aécio Neves ao pedir uma auditoria no Tribunal Superior Eleitoral.

    Haddad afirmou que tem sido alvo de 'fortes ataques' de outros candidatos, mas que vai manter a linha da campanha de não revidar.

    'Vamos manter o curso da nossa campanha. Nossa campanha sempre foi propositiva, sem ataques nem pessoais nem partidários. Nós temos recebido ataques fortes de outros candidatos, mas nós não vamos revidar porque eu acho que o Brasil está precisando de outra coisa, de mais diálogo', disse.

    (Reportagem de Lisandra Paraguassu)

    LER NOTICIA
    Placeholder - loading - Imagem da notícia PTB anuncia formalmente apoio à candidatura de Alckmin

    PTB anuncia formalmente apoio à candidatura de Alckmin

    BRASÍLIA (Reuters) - A Executiva Nacional do PTB aprovou nesta quarta-feira, por unanimidade, o apoio ao candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, e a decisão será levada para ser oficializada na convenção do partido em 28 de julho.

    Em carta aos filiados, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, justificou o apoio a Alckmin alegando que o candidato tucano defende as mesmas medidas propostas pelo PTB, como menos impostos e gastos públicos.

    Segundo Jefferson, o ex-governador de São Paulo é capaz de pacificar o país, que hoje é uma 'bomba-relógio'.

    'A pessoa que reúne todas essas qualidades, defende as bandeiras que defendemos e nos respeita, política e partidariamente, é Geraldo Alckmin', diz o texto.

    A reunião formalizou um apoio que já havia sido anunciado por Jefferson há vários meses. Mesmo estando no governo do presidente Michel Temer, o PTB havia avisado ao Palácio do Planalto que apoiaria Alckmin e não o candidato do governo, se este não fosse o próprio tucano.

    Até duas semanas atrás, o PTB comandava o Ministério do Trabalho. No entanto, depois de ter sido implicado mais uma vez em investigações da Polícia Federal na pasta --e desta vez ter o ministro Helton Yomura, indicado por Jefferson, afastado e proibido de entrar no prédio do ministério--, o PTB entregou a pasta ao governo.

    Além do PTB, Alckmin já fechou o apoio do PSD, partido do ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, e tem praticamente certo o apoio de pelo menos outras duas legendas --PPS e PV--, de acordo com o secretário-geral tucano, deputado Marcus Pestana (MG).

    (Reportagem de Lisandra Paraguassu)

    LER NOTICIA

    Fique por dentro

    de tudo o que acontece nos bastidores do mundo da música, desde lançamentos, shows, homenagens, parcerias e curiosidades sobre o seu artista favorito. A vinda de artistas ao Brasil, cantores e bandas confirmadas no Lollapalooza e no Rock in Rio, ações beneficentes, novos álbuns, singles e clipes. Além disso, você acompanha conosco a cobertura das principais premiações do mundo como o Oscar, Grammy Awards, BRIT Awards, American Music Awards e Billboard Music Awards. Leia as novidades sobre Phil Collins, Coldplay, U2, Jamiroquai, Tears for Fears, Céline Dion, Ed Sheeran, A-ha, Shania Twain, Culture Club, Spice Girls, entre outros. Aproveite também e ouça esses e outros artistas no aplicativo da Rádio Antena 1, baixe na Apple Store ou Google Play e fique sintonizado.

    1. Home
    2. noticias
    3. tags
    4. psdb

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.