Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
    Veja todas as Notícias.

    Trump e Putin discutem ataque frustrado na Rússia, controle de armas e relações, diz Casa Branca

    Placeholder - loading - news single img
    Puttin e Trump se cumprimentam em encontro no Japão 28/06/2019 REUTERS/Kevin Lamarque

    Publicada em  

    Atualizada em  

    PALM BEACH, Estados Unidos/MOSCOU (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o presidente da Rússia, Vladimir Putin, discutiram o estado das relações entre os dois países em um telefonema realizado por Putin, informou a Casa Branca nesta segunda-feira.

    Putin ligou para Trump para agradecê-lo por 'informações fornecidas pelos Estados Unidos que ajudaram a frustrar um possível ataque terrorista durante os feriados na Rússia', disse o porta-voz da Casa Branca Hogan Gidley.

    Nenhum detalhe foi fornecido, mas, no domingo, a Rússia informou que frustrou ataques planejados em São Petersburgo, graças a uma pista repassada pelos Estados Unidos.

    Gidley afirmou que os dois presidentes comprometeram-se a continuar a cooperação no combate ao terrorismo entre os dois países.

    'Os presidentes também discutiram o estado das relações entre os Estados Unidos e a Rússia e os futuros esforços para apoiar o controle eficaz de armas', disse ele, em uma referência ao desejo público de Trump por um novo acordo de controle de armas nucleares.

    Trump, que passa férias de duas semanas em seu resort Mar-a-Lago, em Palm Beach, na Flórida, sempre almejou por uma forte relação entre EUA e Rússia e reclamou que uma investigação de autoridades norte-americanas sobre um possível conluio entre sua campanha presidencial de 2016 e a Rússia havia o impedido.

    Ele enfrentou forte oposição de parlamentares republicanos e democratas a laços mais estreitos com a Rússia, diante de preocupações com a anexação da Crimeia por Putin e com o apoio russo a separatistas no leste da Ucrânia, além de outras tensões.

    Algumas novas tensões têm surgido entre os dois países. Na quinta-feira, Trump alertou a Rússia, a Síria e o Irã em razão da morte de civis na província de Idlib, na Síria.

    As forças sírias e russas tem intensificado o bombardeio de alvos em Idlib, o último bolsão rebelde significativo da Síria. O presidente sírio, Bashar al-Assad, prometeu recapturá-lo.

    Em outra possível tensão, a Rússia juntou-se à China em uma proposta preliminar ao Conselho de Segurança da ONU para buscar a retirada de algumas sanções apoiadas pela entidade contra a Coreia do Norte em razão de seus programas de mísseis nucleares e balísticos.

    O contato entre Trump e Putin ocorreu após o Departamento de Estado norte-americano anunciar que o secretário Mike Pompeo viajará para Ucrânia, Belarus, Cazaquistão, Uzbequistão e Chipre entre os dias 3 a 7 de janeiro.

    O telefonema também aconteceu depois de o Ministério das Relações Exteriores russo criticar nesta segunda os ataques aéreos dos EUA no Iraque e na Síria, afirmando que foram inaceitáveis e contraproducentes.

    Forças dos EUA atacaram um grupo miliciano apoiado pelo Irã no domingo, em resposta à morte de um norte-americano em um ataque com foguetes contra uma base militar iraquiana.

    (Reportagem de Steve Holland e Maria Kiselyova)

    Escrito por Reuters

    1. Home
    2. noticias
    3. trump e putin discutem ataque …

    Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.