Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Florence + The Machine anuncia turnê norte-americana em 2022

Os shows, previstos para acontecer ainda no segundo semestre, contam com a abertura de diversos artistas

Placeholder - loading - Florence + The Machine em apresentação de show. - Foto por Jo Hale
Florence + The Machine em apresentação de show. - Foto por Jo Hale

Publicada em  

A pedidos de muitos fãs, nesta segunda-feira (28), Florence + The Machine confirmou uma série de datas de shows que acontecerão nos próximos dias nos Estados Unidos e Canadá.

Florence + The Machine
Toque para aumentar

As apresentações começarão por Montreal no Canadá e seguirão até Los Angeles na Califórnia. A tour inclui paradas nas maiores casas de show da América do Norte, como Madison Square Garden em Nova York e o Hollywood Bowl em Los Angeles.

As performances de abertura serão encabeçadas por diversos artistas ao longo das paradas do grupo, sendo Arlo Parks, Sam Fender, King Princess, Yves Tumor, Japanese Breakfest e Wet Leg.

LEIA MAIS: Letra e Tradução: Jamie Cullum – Mind trick

Além disso, as duas primeiras apresentações de Florence serão shows mais intimistas, sendo eles no dia 29 de abril no Los Angeles Theatre e no dia 6 de maio no Alice Tully Hall do Lincoln Center.

As entradas estarão disponíveis para compra a partir de 29 de março às 11h (horário de Brasília). Para mais informações sobre os ingressos, cliqe aqui.

Confira as datas:

ABRIL

29/04– Los Angeles, CA – Teatro de Los Angeles

MAIO

06/05– Nova York, NY – Alice Tully Hall no Lincoln Center

SETEMBRO

02/09 – Montreal, QC – Place Bell (com Arlo Parks)

03/09 - Toronto, ON – Budweiser Stage (com Arlo Parks)

07/09 – Chicago, IL – Huntington Bank Pavilion em Northerly Island (com Sam Fender)

08/09 – St. Paul, MN – Xcel Energy Center (com Sam Fender)

10/09 – Clarkson, MI – Pine Knob Music Theatre (com Sam Fender)

12/09 – Washington, DC – Capital One Arena (com Sam Fender)

14/09 – Boston, MA – TD Garden (com Sam Fender)

16/09 – New York, NY – Madison Square Garden (com Sam Fender)

20/09 – Ascend Amphitheatre – Nashville, TN (com King Princess)

21/09 – Alpharetta, GA – Ameris Bank Amphitheatre (com King Princess)

23/09 – Orlando, FL – Amway Center (com King Princess)

24/09 – Miami, FL – FTX Arena (com King Princess)

27/09 – Austin, TX – Moody Center (com Yves Tumor)

28/09 – Irving, TX – The Pavilion at Toyota Music Factory (com Yves Tumor)

OUTUBRO

01/10 – Denver, CO – Ball Arena

4/10 – Vancouver, BC – Rogers Arena (com Japanese Breakfast)

6/10 – Seattle, WA – Climate Pledge Arena (com Wet Leg)

7/10 – Portland, OR – Theatre of the Clouds (com Japanese Breakfast)

9/10 – Mountain View, CA – Shoreline Amphitheatre (com Wet Leg)

12/10 – Cal Coast Credit Union Open Air Theatre – San Diego, CA

14/10 – Los Angeles, CA Hollywood Bowl

LEIA MAIS: “Attention”: Miley Cyrus divulga estreia de novo álbum

O QUE ESPERAR DESSA NOVA TOUR?

A turnê será promocional ao álbum "Dance Fever", programado para ser lançado no dia 13 de maio deste ano. Até o momento, a cantora só disponibilizou 3 singles qe irão compor a tracklist do disco: "My Love", "Heaven Is Here" e "King".

Vale lembrar que este novo projeto foi gravado em Londres no período mais estrito da pandemia da Covid-19, enquanto Florence Welch antecipava o retorno de festivais e concertos presencais.

Florence + The Machine - Dance Fever
Toque para aumentar

No lançamento da música 'King', Welch afirmou neste período ela estava começando a se considerar uma artista no contexto do gênero musical no qual ela atua, mesmo depois da cantora completar 30 anos de vida.

“De repente, sinto esse rompimento de minha identidade e meus desejos. Ser um artista, mas também querer uma família, pode não ser tão simples para mim quanto para meus colegas homens", escreveu a musicisa.

LEIA MAIS: Lady Gaga completa 36 anos de puro talento artístico

Welch acrescentou: “Eu me modelei quase exclusivamente em artistas masculinos e, pela primeira vez, senti um muro cair entre mim e meus ídolos, pois tenho que tomar decisões que eles não tomaram”.

Kit de Dance Fever, com livro, cd e vinil
Toque para aumentar

O SINGLE 'KING'

A faixa também ganhou um videoclipe icônico dirigido por Autumn de Wilde, cineasta que também assinou o filme "Emma". Relembre:



Com um forte cunho ativista, a lyric da produção mostra um lado diverso e multifacetado de Florence. A profissional escreveu em suas redes sociais:"como artista, eu nunca realmente pensei muito sobre o meu gênero. Eu só segui com isso. Eu era tão boa quanto os homens e só fui em frente e os confrontei todas as vezes. Agora, pensando sobre ser uma mulher aos 30 anos e no meu futuro, eu repentinamente senti esse rasgo da minha identidade e dos meus desejos. Que ser uma performer, mas também querer ter uma família, pode não ser tão simples para mim quanto é para os meus iguais que são homens.

Eu tinha me modelado quase exclusivamente em artistas masculinos, e pela primeira vez eu senti um muro cair entre mim e meus ídolos, conforme eu tinha de tomar decisões que eles não precisaram".

Confira a letra completa de "King":

King

We argue in the kitchen about whether to have children

About the world ending

And the scale of my ambition

And how much is art really worth

The very thing you’re best at

Is the thing that hurts the most

But you need your rotten heart

Your dazzling pain like diamond rings

You need to go to war to find material to sing

I am no mother

I am no bride

I am King

I need my golden crown of sorrow

My bloody sword to swing

My empty halls to echo with grand self-mythology

I am no mother

I am no bride

I am King

But a woman is a changeling

Always shifting shape

Just when you think you have it figured out

Something new begins to take

What strange claws are these

Scratching in my skin

I never knew my killer would be coming from within

I am no mother

I am no bride

I am King

I need my golden crown of sorrow

My bloody sword to swing

I need my empty halls to echo with grand self-mythology

'Cause I am no mother

I am no bride

I am King

And I was never as good

As I always thought I was

But I know how to dress it up

I was never satisfied

It never let me go

Just dragged me by my hair

And back on with the show

DICA ANTENA 1

Enquanto esperarmos Florence + The Machine anunciar shows em solo brasileiro, que tal relembrar uma das canções mais icônicas da carreira da artista? Veja abaixo:

Hunger

A música foi lançada em 3 de maio de 2018 como o segundo single de divulgação do álbum intitulado "High as Hope".

High as Hope
Toque para aumentar

"Hunger" se tornou o quinto single número um da banda na parada de músicas alternativas para adultos da Billboard em junho de 2018.

A composição fala sobre a luta adolescente da cantora Florence Welch com um distúrbio alimentar.

Hunger capa single
Toque para aumentar

Ryan Reed da Rolling Stone escreveu que ao longo da música, a artista medita sobre a correlação entre beleza, romance e mortalidade.

Veja o vídeo exclusivo do nosso quadro Letra e Tradução do episódio de "Hunger":



Veja também:

“Attention”: Miley Cyrus divulga estreia de novo álbum

Letra e Tradução: Jamie Cullum – Mind trick

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Olivia Newton John: 10 músicas mais tocadas após a morte da cantora

Olivia Newton John: 10 músicas mais tocadas após a morte da cantora

Olivia Newton-John faleceu em 8 de agosto, aos 73 anos, mas sua obra será infinita. Várias canções da artista entraram nos rankings da Billboard, graças aos fãs que encontraram nas músicas um alento para a saudade.

A revista americana listou as 10 músicas mais ouvidas nos Estados Unidos desde o falecimento até 14 de agosto. Nesse período, o catálogo de músicas de Olivia teve um aumento de 615%. Nos streamings dos Estados Unidos a demanda foi de 1.4 milhões para 10.2 milhões

Ao longo da carreira, Olivia Newton John teve 5 músicas no topo da Billboard, 15 no top 10 entre 1974 e 1984 e dois álbuns entre os mais ouvidos da Hot 200: “If You Love Me Let Me Know”, de 1974 e “Have You Never Been Mellow”, de 1975.

Confira a lista

  1. “You’re the One That I Want” - com John Travolta, 2.4 milhões
  2. “Hopelessly Devoted to You” - 2.2 milhões
  3. “Summer Nights” - com John Travolta, 1.3 milhões
  4. “Physical” - 1.1 milhões
  5. “Magic” - 859 mil
  6. “Xanadu” - com Electric Light Orchestra, 603 mil
  7. “Have You Never Been Mellow” - 499 mil
  8. “A Little More Love” - 452 mil
  9. “We Go Together” - com John Travolta, 409 mil
  10. “Twist of Fate” - 387 mil

Olhando o quadro vemos que as canções dos filmes de Olivia foram algumas das mais marcantes. Sucessos de Grease – Muitos com John Travolta - fecham todo o top 3, a trilha sonora de “Xanadu”, gravada com o Electric Light Orchestra vem em sexto lugar.

Vale destacar a faixa “Physical” que vem em 4 lugar. A música tiha sido oferecida a Rod Stewart para que fizesse um “macho man rock”, mas abou com Olivia Newton-John que fez da canção em um hit pop,

Vale ressaltar as parcerias da lista. John Travolta participa de “You’re the One That I Want” e “We Go Together”. Já em “Xanadu” a parceria é com a banda Electric Light Orchestra (Elo).

Olivia Newton-John já faz falta e essa grande performance de suas canções só mostra a saudades dos fãs

Veja também

VMA 2022: TWITTER PERMITIRÁ INTERAÇÃO COM ARTISTAS E FÃS AO REDOR DO MUNDO

KELLY CLARKSON BUSCA POR CANTORES EM NOVA COMPETIÇÃO

8 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia Letra e Tradução: Eagles - Hotel California

Letra e Tradução: Eagles - Hotel California

Aprenda a cantar e confira o significado de hits com a Antena 1 de uma maneira divertida e prática. O single de hoje é “Hotel California”, da banda de rock norte-americana, Eagles, formada em 1971, por Glenn Frey, Don Henley, Bernie Leadon e Randy Meisner.


[music-item artistSlug=eagles musicSlug=hotel-california]


Lançada em 1976, a canção foi composta por Don Felder (guitarrista e vocalista), Henley (baterista) e Frey (cordas, teclas e vocal). A produção de mesmo nome do quinto álbum de estúdio dos artistas liderou a parada da Billboard quase que imediatamente após seu lançamento. A música é um dos grandes hits do grupo, e graças ao imenso sucesso, virou a canção assinatura do Eagles.

O trabalho gerou grande notoriedade aos músicos, fazendo com que recebessem inúmeros prêmios. Pela música “Hotel California”, a banda venceu o Grammy de 1978 na categoria de “Record Of The Year”, além de entrar para a 37 ° posição na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone, em 2003.

História da música

“Hotel California” é definitivamente uma daquelas faixas que marcaram a indústria musical. Entender todo seu processo de criação, como e por que motivos tal narrativa fora desenvolvida é, então, inserir-se na própria história da música.

De forma quase antropológica, os Eagles buscaram captar comportamentos que se propagavam no mundo do rock naquela época. Logo, no decorrer da letra eles relatam não apenas experiências vividas por outros astros, mas sim os próprios momentos vividos pela banda ao longo de sua carreira.

Henley disse que "é basicamente uma canção sobre o lado sombrio do sonho Americano, e sobre o excesso na América, que é algo que eu sabia muito sobre".

O Hotel California não passa de um grande símbolo. Ele é um receptáculo aos que fazem parte da indústria da música. Para os que veem de fora, tal universo pode parecer fantástico, porém na realidade está repleto de aspectos negativos que seduzem os artistas para vícios e outros obstáculos. Assim, o local é uma forma de escapismo desse mundo, é um espaço intocável, idealizado.

As pessoas dizem: onde fica o Hotel Califórnia? Muitos serem tal lugar. Não um ÚNICO. Era Los Angeles”, contou o guitarrista Joe Walsh, que entrou como participação fixa na banda.

O tema foi decidido por Henley, completamente baseado no The Beverly Hills Hotel, que era um grande ícone da época. "Estávamos recebendo uma extensa educação, na vida, no amor, nos negócios. Beverly Hills ainda era um lugar mítico para nós. Nesse sentido, tornou-se uma espécie de símbolo, e o 'Hotel' o locus de tudo o que LA passou a significar para nós. Em uma frase, eu resumiria como o fim da inocência, primeiro round", pontuou o baterista.

Relembre a canção:



Desempenho e reconhecimento

A primeira vez que a canção entrou para a Billboard Hot 100, foi em 26 de fevereiro de 1977. A faixa liderou a parada de singles da Hot 100 por uma semana em maio, além de ter sido a quarta música da banda a alcançar o primeiro lugar nessa lista.

Em 2009, a música foi ainda certificadaPlatinum (Digital Sales Award) pela RIAA, devido às vendas de um milhão de downloads digitais. Desde então, vendeu mais de 3 milhões de downloads.

O solo de guitarra da música foi eleito o melhor solo de todos os tempos pelos leitores da revista Guitarist em 1998. Além disso, ficou em 8º lugar no Top 100 Guitar Solos, da Guitar Magazine. Outra curiosidade interessante é que a canção foi incluída no videogame Guitar Hero World Tour. Depois de tanto sucesso, ainda foi classificada como a número 1 na lista das melhores músicas de violão de 12 cordas de todos os tempos, pela revista Guitar World em 2015.

Letra e tradução

Aprenda a cantar e confira o significado de inúmeros hits com a Antena 1 de uma maneira divertida e prática. Confira o vídeo exclusivo da Antena 1 de “Hotel California”:

Veja também:

OLIVIA NEWTON JOHN: 10 MÚSICAS MAIS TOCADAS APÓS A MORTE DA CANTORA

#TBT: MADONNA FAZ ANIVERSÁRIO! RELEMBRE OS SUCESSOS DA ARTISTA

9 H
  1. Home
  2. noticias
  3. florence the machine anuncia …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.