Capa do Álbum: Antena 1
A Rádio Online mais ouvida do Brasil
Antena 1
Ícone seta para a esquerda Veja todas as Notícias.

Novembro Azul: a desmistificação do câncer de próstata

Conheça a história de artistas que lutaram contra a doença e venceram

Placeholder - loading - iStock
iStock

Publicada em  

O mês de novembro chegou e, com ele, o Novembro Azul com suas campanhas voltadas à conscientização do câncer de próstata, o segundo mais comum entre homens no Brasil. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), entre 2020 e 2022 haveriam 65.840 novos casos da doença por ano.

Novembro Azul
Toque para aumentar

O câncer de próstata, cujo tumor é a segunda causa mais comum de morte entre a população masculina, tem evolução silenciosa no início e muitos pacientes não apresentam sintomas ou, quando apresentam, assemelham-se aos do crescimento comum da próstata - dificuldade de urinar e necessidade mais constante de urinar.

Por isso, os homens devem ficar atentos a alguns possíveis sinais da doença e procurar auxílio profissional:

  • Dor óssea
  • Sintomas urinários - como micção frequente ou fluxo fraco ou interrompido
  • Sangue na urina ou no sêmen
  • Disfunção erétil
  • Fraqueza ou dormência na área das pernas e pés
  • Infecção generalizada, em casos mais avançados
  • Insuficiência renal, em casos mais avançados

LEIA TAMBÉM: Música consegue melhorar quadros de doenças degenerativas

O câncer de próstata é mais comum entre homens da terceira idade - 75% dos casos ocorrem a partir dos 65 anos. Assim, também deve-se considerar os principais fatores de risco para a doença. Confira:

  • Histórico de câncer na família
  • Higiene íntima inadequada
  • Infecção por HIV e doenças sexualmente transmissíveis
  • Excesso de peso ou obesidade
  • Dieta

Quando detectado no início do quadro, o tratamento é menos invasivo e as chances de cura ou melhora são maiores. O diagnóstico, porém, envolve toque retal - que dura cerca de 10 segundos -, causando relutância em muitos homens.

Devido a isso, foi criado o Novembro Azul, com o objetivo de quebrar tabus e conscientizar a população masculina, incentivando os cuidados com a saúde e prevenção do câncer de próstata.

Como surgiu o Novembro Azul?

O movimento Novembro Azul foi criado em 2003 em Melbourne, Austrália, quando Travis Garone e Luke Slattery decidiram deixar seus bigodes crescerem no mês de novembro, inspirados pelo combate ao câncer de mama, que ocorre em outubro - o período foi escolhido, pois no dia 17 comemora-se o Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata.

Novembro Azul 2021
Toque para aumentar

A iniciativa se espalhou e cerca de 30 homens participaram da campanha. Assim, em 2004, foi fundada a Movember Foundation - o nome surgiu da combinação de duas palavras em inglês; moustache (“bigode”) e November (“novembro”) -, uma organização sem fins lucrativos voltada à arrecadação de fundos para o combate ao câncer de próstata.

Já no Brasil, o Novembro Azul foi introduzido em 2008 pelo Instituto Lado a Lado pela Vida e pela Sociedade Brasileira de Urologia. As campanhas eram criadas a fim de derrubar os preconceitos e conscientizar os homens sobre a doença e a importância do exame.

Câncer de próstata: prevenção

O Ministério da Saúde e a Organização Mundial da Saúde (OMS), aprovam o Novembro Azul, mas reforçam que os exames devem ser feitos, de preferência, apenas em caso de suspeita. Confira alguns outros passos importantes para a prevenção do câncer de próstata:

  • Ir a consultas regulares ao médico urologista
  • Realizar os exames necessários em caso de suspeita
  • Ter uma alimentação saudável.
  • Manter opeso corporal adequado.
  • Praticar atividade física.
  • Não fumar.
  • Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

Conheça, a seguir, alguns artistas internacionais que foram diagnosticados com câncer de próstata e o processo de cura:

Robert De Niro

Robert De Niro
Toque para aumentar

Em 2003, Robert De Niro foi diagnosticado, aos 60 anos de idade, com câncer de próstata. Por causa de seu histórico familiar - seu pai havia falecido pela doença - o ator realizava exames frequentes e, graças a eles, o quadro ainda estava em estágio inicial quanto descoberto, facilitando o tratamento e o processo de cura.

Ben Stiller

Aos 48 anos de idade, Ben Stiller foi diagnosticado com um tipo agressivo de câncer de próstata. Sem ter apresentado sintomas da doença ou histórico familiar, a condição foi descoberta a partir de um exame preventivo.

Ben Stiller
Toque para aumentar

"Se eu não tivesse feito o teste, que meu médico começou a me recomendar quando tinha 46 anos, eu realmente não sei...", declarou. "Eu queria falar sobre esse assunto por causa do exame, porque eu sinto que ele salvou minha vida.", disse Stiller com o intuito de incentivar outros homens a ficarem atentos e realizarem exames preventivos.

O ator passou por cirurgia de remoção da próstata e hoje, com 55 anos, está curado.

Rod Stewart

Rod Stewart
Toque para aumentar

Durante um exame de rotina em 2017, Rod Stewart descobriu que estava com câncer de próstata. Segundo ele, o tratamento durou vários meses, mas hoje, com 76 anos, o cantor está livre da doença. “Estou curado agora, simplesmente porque descobri no começo. Eu faço vários exames", comentou.

LEIA MAIS: Rod Stewart deve lançar novo álbum em breve

Ian McKellen

Ian McKellen, também conhecido como o intérprete de Gandalf em "O Senhor dos Anéis", revelou, em 2012, que havia recebido seu diagnóstico de câncer de próstata há seis anos. De acordo com ele, na época, o quadro não era fatal.

Ian McKellen
Toque para aumentar

Ainda segundo McKellen, a desconfiança acerca de seu estado de saúde surgiu após notar as idas constantes ao banheiro durante a noite. Mas, devido ao tipo da doença com a qual o ator foi diagnosticado, ele não passou por nenhum tratamento - apenas exames regulares - e ela não se espalhou: "Tenho passado por exames regularmente e a doença está contida", declarou.

James Brown

James Brown, músico e dançarino norte-americano, recebeu o diagnóstico de câncer de próstata em 2004, aos 71 anos de idade. O artista não apresentou nenhum sintoma da doença e, como tratamento, optou pela braquiterapia, conhecida como radioterapia interna, que apresenta menor risco de efeitos colaterais.

James Brown
Toque para aumentar

No mesmo ano, Brown foi submetido à cirurgia e se recuperou da doença. Em 2006, o artista faleceu devido à insuficiência cardíaca.

Mandy Patinkin

Mandy Patinkin

Aos 51 anos, o ator Mandy Patinkin foi diagnosticado com câncer de próstata, optando pelo tratamento de prostatectomia radical, que tem o objetivo de remover o máximo possível do tumor. Em pouco tempo, o artista se recuperou completamente.

Veja também:

Playlist Antena 1: As 10 melhores músicas da Christina Aguilera

Taylor Swift atinge marca de 7 álbuns no top 100 da Billboard

Últimas Notícias

Placeholder - loading - Imagem da notícia Olivia Newton John: 10 músicas mais tocadas após a morte da cantora

Olivia Newton John: 10 músicas mais tocadas após a morte da cantora

Olivia Newton-John faleceu em 8 de agosto, aos 73 anos, mas sua obra será infinita. Várias canções da artista entraram nos rankings da Billboard, graças aos fãs que encontraram nas músicas um alento para a saudade.

A revista americana listou as 10 músicas mais ouvidas nos Estados Unidos desde o falecimento até 14 de agosto. Nesse período, o catálogo de músicas de Olivia teve um aumento de 615%. Nos streamings dos Estados Unidos a demanda foi de 1.4 milhões para 10.2 milhões

Ao longo da carreira, Olivia Newton John teve 5 músicas no topo da Billboard, 15 no top 10 entre 1974 e 1984 e dois álbuns entre os mais ouvidos da Hot 200: “If You Love Me Let Me Know”, de 1974 e “Have You Never Been Mellow”, de 1975.

Confira a lista

  1. “You’re the One That I Want” - com John Travolta, 2.4 milhões
  2. “Hopelessly Devoted to You” - 2.2 milhões
  3. “Summer Nights” - com John Travolta, 1.3 milhões
  4. “Physical” - 1.1 milhões
  5. “Magic” - 859 mil
  6. “Xanadu” - com Electric Light Orchestra, 603 mil
  7. “Have You Never Been Mellow” - 499 mil
  8. “A Little More Love” - 452 mil
  9. “We Go Together” - com John Travolta, 409 mil
  10. “Twist of Fate” - 387 mil

Olhando o quadro vemos que as canções dos filmes de Olivia foram algumas das mais marcantes. Sucessos de Grease – Muitos com John Travolta - fecham todo o top 3, a trilha sonora de “Xanadu”, gravada com o Electric Light Orchestra vem em sexto lugar.

Vale destacar a faixa “Physical” que vem em 4 lugar. A música tiha sido oferecida a Rod Stewart para que fizesse um “macho man rock”, mas abou com Olivia Newton-John que fez da canção em um hit pop,

Vale ressaltar as parcerias da lista. John Travolta participa de “You’re the One That I Want” e “We Go Together”. Já em “Xanadu” a parceria é com a banda Electric Light Orchestra (Elo).

Olivia Newton-John já faz falta e essa grande performance de suas canções só mostra a saudades dos fãs

Veja também

VMA 2022: TWITTER PERMITIRÁ INTERAÇÃO COM ARTISTAS E FÃS AO REDOR DO MUNDO

KELLY CLARKSON BUSCA POR CANTORES EM NOVA COMPETIÇÃO

9 H
Placeholder - loading - Imagem da notícia Letra e Tradução: Eagles - Hotel California

Letra e Tradução: Eagles - Hotel California

Aprenda a cantar e confira o significado de hits com a Antena 1 de uma maneira divertida e prática. O single de hoje é “Hotel California”, da banda de rock norte-americana, Eagles, formada em 1971, por Glenn Frey, Don Henley, Bernie Leadon e Randy Meisner.


[music-item artistSlug=eagles musicSlug=hotel-california]


Lançada em 1976, a canção foi composta por Don Felder (guitarrista e vocalista), Henley (baterista) e Frey (cordas, teclas e vocal). A produção de mesmo nome do quinto álbum de estúdio dos artistas liderou a parada da Billboard quase que imediatamente após seu lançamento. A música é um dos grandes hits do grupo, e graças ao imenso sucesso, virou a canção assinatura do Eagles.

O trabalho gerou grande notoriedade aos músicos, fazendo com que recebessem inúmeros prêmios. Pela música “Hotel California”, a banda venceu o Grammy de 1978 na categoria de “Record Of The Year”, além de entrar para a 37 ° posição na lista dos 500 melhores álbuns de todos os tempos da revista Rolling Stone, em 2003.

História da música

“Hotel California” é definitivamente uma daquelas faixas que marcaram a indústria musical. Entender todo seu processo de criação, como e por que motivos tal narrativa fora desenvolvida é, então, inserir-se na própria história da música.

De forma quase antropológica, os Eagles buscaram captar comportamentos que se propagavam no mundo do rock naquela época. Logo, no decorrer da letra eles relatam não apenas experiências vividas por outros astros, mas sim os próprios momentos vividos pela banda ao longo de sua carreira.

Henley disse que "é basicamente uma canção sobre o lado sombrio do sonho Americano, e sobre o excesso na América, que é algo que eu sabia muito sobre".

O Hotel California não passa de um grande símbolo. Ele é um receptáculo aos que fazem parte da indústria da música. Para os que veem de fora, tal universo pode parecer fantástico, porém na realidade está repleto de aspectos negativos que seduzem os artistas para vícios e outros obstáculos. Assim, o local é uma forma de escapismo desse mundo, é um espaço intocável, idealizado.

As pessoas dizem: onde fica o Hotel Califórnia? Muitos serem tal lugar. Não um ÚNICO. Era Los Angeles”, contou o guitarrista Joe Walsh, que entrou como participação fixa na banda.

O tema foi decidido por Henley, completamente baseado no The Beverly Hills Hotel, que era um grande ícone da época. "Estávamos recebendo uma extensa educação, na vida, no amor, nos negócios. Beverly Hills ainda era um lugar mítico para nós. Nesse sentido, tornou-se uma espécie de símbolo, e o 'Hotel' o locus de tudo o que LA passou a significar para nós. Em uma frase, eu resumiria como o fim da inocência, primeiro round", pontuou o baterista.

Relembre a canção:



Desempenho e reconhecimento

A primeira vez que a canção entrou para a Billboard Hot 100, foi em 26 de fevereiro de 1977. A faixa liderou a parada de singles da Hot 100 por uma semana em maio, além de ter sido a quarta música da banda a alcançar o primeiro lugar nessa lista.

Em 2009, a música foi ainda certificadaPlatinum (Digital Sales Award) pela RIAA, devido às vendas de um milhão de downloads digitais. Desde então, vendeu mais de 3 milhões de downloads.

O solo de guitarra da música foi eleito o melhor solo de todos os tempos pelos leitores da revista Guitarist em 1998. Além disso, ficou em 8º lugar no Top 100 Guitar Solos, da Guitar Magazine. Outra curiosidade interessante é que a canção foi incluída no videogame Guitar Hero World Tour. Depois de tanto sucesso, ainda foi classificada como a número 1 na lista das melhores músicas de violão de 12 cordas de todos os tempos, pela revista Guitar World em 2015.

Letra e tradução

Aprenda a cantar e confira o significado de inúmeros hits com a Antena 1 de uma maneira divertida e prática. Confira o vídeo exclusivo da Antena 1 de “Hotel California”:

Veja também:

OLIVIA NEWTON JOHN: 10 MÚSICAS MAIS TOCADAS APÓS A MORTE DA CANTORA

#TBT: MADONNA FAZ ANIVERSÁRIO! RELEMBRE OS SUCESSOS DA ARTISTA

9 H
  1. Home
  2. noticias
  3. novembro azul a …

Este site usa cookies para garantir que você tenha a melhor experiência.